• Vídeo Novo

  • Olá pessoal, tudo bem com vocês? Eu espero que sim! Terça-feira chuvosa por aqui, dia perfeito para se deliciar com algo quentinho, que abraça a gente e a nossa boca, não é? POIS BEM! Eu sou uma garota que adora inventar moda e trazer novidades, foi então que eu pensei no quadro “Almoço & Jantar” dentro da tag #cabideFIT do canal do Youtube e aqui do blog!

    A ideia é trazer duas receitas, uma de almoço e outra de jantar, utilizando basicamente os mesmos ingredientes. As duas receitas de hoje por exemplo, utilizam da abóbora pescoço que é baixa em caloria, mas ainda sim rica em carboidratos e fibras alimentares que garantem que você fique satisfeito até a hora da próxima refeição! A abóbora também é uma boa fonte de vitaminas e contêm Vitamina A,  B, C,  E e Vitamina K. Minerais, como o Ferro, o Cálcio, Magnésio, Fósforo, Manganês e Zinco também são encontrados nela!

    Então, pra que melhor né!? As duas receitas são super fáceis de fazer e tenho certeza que você vai amar! Não esquece de marcar a foto do Quibe de Abóbora ou do Hambúrguer de Abóbora com a hashtag #cabideFIT . Vamos aos ingredientes e modo de preparo:

    Quibe de Abóbora

    Ingredientes

    • 2 xícaras de abóbora pescoço descascada e cozida
    • 1 xícara de trigo para Quibe
    • 1 xícara de cebola branca picada
    • 1 colher de chá de temperos
    • 1 colher de sopa de alho triturado
    • Pimenta a gosto

    Modo de Preparo

    O primeiro passo é hidratar o trigo para quibe, então coloque em um bowl o trigo + 2 xícaras de água morna. Eu usei a água em que eu cozinhei brócolis, assim aproveitei a água e os nutrientes que tinha nela. Deixa o trigo para quibe hidratando por 30 minutos. Em uma panela adicione a abóbora e água e leve ao fogo para que ela cozinhe bem. Depois de cozida, amasse a abóbora com um garfo e você verá que ela irá virar um purê. Em uma panela diferente, refogue a cebola + alho + temperos e adicione o purê de abóbora. Desligue o fogo e adicione então o trigo para quibe. Leve esta mistura ao forno pré-aquecido a 200ºc por 30/40 minutos. Prontinho!

    Hambúrguer de Abóbora

    Ingredientes

    • 3 xícaras de purê de abóbora
    • Meia xícara de Aveia em Flocos
    • Meia xícara de Farinha de linhaça Marrom
    • 1 xícara de cebola roxa picada
    • Meia xícara de Salsinha picada
    • 1 colher de sopa de alho triturado
    • 1 colher de chá de coentro
    • 1 colher de chá de sal
    • Meia colher de chá de canela
    • Pimenta a gosto

    Modo de Preparo

    Misture todos os ingredientes secos com o purê de abóbora. Tampe a mistura com papel filme e leve à geladeira por 1 hora. Depois desse tempo, retire a mistura e modele os hambúrgueres com o auxílio de uma colher de sopa. Coloque os hambúrgueres em uma forma forrada com papel alumínio e leve a forma ao congelador por mais 1 hora. Quando passar este tempo, você já poderá levar os hambúrgueres para a frigideira. Eu utilizo uma colher de azeite de oliva e deixo esquentar bem antes de colocar o hambúrguer, mas você pode usar óleo de coco ou até levar ao forno. Minha dica é passar um pouco de manteiga ou azeite em cima do hambúrguer, caso leve ao forno, para ele criar uma casquinha crocante.

    Eaí, gostou das receitas? Veja o passo a passo e o vídeo lindo que eu fiz:

    Não esquece de se inscrever lá no canal do Youtube para não perder um episódio novo de #cabideFIT toda terça as 17:00.

    Um beijo, amo vocês!

    O vegetarianismo, o veganismo, ou qualquer outro estilo de vida que exclui a carne da alimentação, vem a cada dia ganhando mais adeptos. Os motivos para isso acontecer são muitos, os nossos animais, o mercado bovino, o meio ambiente, a nossa saúde, iiihhh…. são tantas circunstâncias que é melhor deixar esse assunto para outro post. Hoje nós do Seven List viemos ajudar quem pretende se tornar vegetariano, com aquelas nossas 7 dicas que você aí já conhece.

    Para começar, os vegetarianos ou melhor os ovolactovegetarianos são as pessoas que não consomem nenhum tipo de carne vermelha, frangos, peixes e frutos do mar. Porém, ainda consomem ovos e laticínios. Esse é o tipo de vegetarianismo mais comum e normalmente o primeiro passo para aquelas pessoas que um dia pretendem se tornar veganas.

    Vale lembrar que a Mi aqui no Cabide Colorido sempre traz muitas receitas saudáveis, deliciosas e vegetarianas toda semana no Cabide Fit né? Provando que é possível  ser adepto ao vegetarianismo e ainda sim não precisar comer apenas alface, como a maioria das pessoas que não tem conhecimento sobre o assunto acham.

    Agora vamos ao que interessa? Confira nossas dicas!

    Conta pra gente nos comentários, se você é vegetariano ou está se tornando, quais outras dicas te ajudaram no começo?

    Confira nosso outro post com 7 motivos para não se importar com os padrões de beleza.

    Lembrando: estamos aqui no Cabide Colorido todas as terças-feiras, trazendo infográficos super legais com conteúdos bem bacanas para você. E se você quer ficar por dentro de todas as novidades que rolam por aqui, não se esqueça de seguir o  Cabide Colorido nas redes sociais e claro, aproveite também para conhecer mais sobre o Seven List. Até terça que vem!

     

    Quem me conhece sabe, eu sou viciada em coisas, lugares, filmes e tudo que é meio macabro.

    Coisas bizarras e que meteriam medo em muitas pessoas, para mim são fascinantes! Eu não sei porque eu sou assim, mas eu gosto da sensação de sentir medo. Seja na hora do filme de terror, ou seja depois quando bate a vontade de fazer xixi e preciso andar pela casa escura. Foi assim que eu decidi mais um lugar no mundo que eu preciso visitar: Chernobyl, na Ucrânia.

    Muitas pessoas já devem ter visto o filme. Mas vocês sabem o que realmente aconteceu lá?

    Cidade de Pripyat, 26 de abril de 1986, na central elétrica da Usina Nuclear de Chernobyl. Uma explosão e um incêndio lançaram grandes quantidades de partículas radioativas na atmosfera, que se espalhou por boa parte da União Soviética e da Europa ocidental. Esse desastre é o pior acidente nuclear da história em termos de prejuízos e de mortes. O motivo dessa explosão até hoje é controverso e mal explicado. Os primeiros dias após o acidente foram os que mais tiveram radiação liberada principalmente em função do vento e das chuvas. Os moradores da cidade foram evacuados, e 10 dias após o desastre a emissão de radiação do reator foi cessada. O governo calculou 15 mil mortes e outras fontes apontam algo em torno de 80 mil. Até hoje milhares de pessoas sofrem os efeitos da radiação.

    Agora pense comigo: eu gosto de lugares abandonados. Quão fascinante deve ser, não apenas um lugar, um prédio ou um parque, mas uma cidade INTEIRA abandonada? Os prédios, escolas, igrejas, lojas, mercados, TUDO. Então eu comecei a pesquisar e ler relatos de pessoas que já foram e achei incrível que praticamente todas as reviews sobre o lugar eram muito boas. Todo mundo achou a experiencia muito legal.

    Nesse tour você paga em torno de 100 Euros. Eu não sei quantas horas de tour são, mas eu achei vários que diziam ‘‘day tour” então deve ser por várias horas. Antes de entrar você ganha um medidor de radiação, para que as pessoas possam checar o nível de radioatividade por onde andam. São também dadas algumas regras, como não encostar em nada e não entrar em nenhum prédio. Estão todos sem manutenção nenhuma e correm risco de desabar. Também não é recomendado comer nada que esteja lá dentro. Você é levado por um guia para conhecer os principais lugares, incluindo o parque de diversões com a roda gigante que nunca foi inaugurada, e as proximidades de onde o Reator número 4 estava, onde agora existe uma enorme proteção de chumbo, construída para selar a radiação.

    Esse vídeo que eu achei só me deu mais vontade de ir:

    Eu acho que eu vou curtir demais essa viagem. Já estou planejando e vendo os preços! E claro, se eu for, levo todos comigo através do JenJeans!

    Quem vai?

    Se tem uma coisa que eu tenho certeza é que 2017 será o ano das revoluções, ou melhor, o ano das mulheres! Com tudo que anda acontecendo pelo mundo a fora, seja movimentos bons que acrescentam e melhoram nossos direitos e a tolerância que tanto procuramos, ou ainda ações lamentáveis que se insistem presentes. Nos links dessa semana, te mostro o que eu encontrei sobre esse assunto e o que anda acontecendo ao nosso redor! Vem ver:

    Vida de uma Bailarina brasileira nos EUA
    imagem 1 (bailarina brasileira)

    Marcha das Mulheresimagem 2 (marcha das mulheres)

    Digitar “pai e filha” no google mostra a necessidade do feminismo
    imagem 3 (pai e filha no google)

    Globeleza 2017, uma nova perspectiva sobre o carnaval
    imagem 4 (globeleza 2017)

    5 dicas (cientificamente comprovadas) para se sentir mais confiante
    imagem 5 (5 dicas para se sentir confiante)

    Até a próxima!

    Acordei nostálgica demais essa semana, e quis trazer pra vocês a experiência de uma trip que eu fiz em 2015! Vou dividir a viagem em alguns posts para que eles não ficarem muito longos.  A minha primeira aventura foi pra Ouro Preto. Vamos lá!

    Eu sou publicitária, mas fui com um grupo de estudantes de arquitetura para essa viagem. Eu moro em Blumenau – SC e fomos de ônibus, sim de ônibus. São exatos 1.223 km que deveriam ser feitos em 15 horas. Pois é, deveriam, mas não foi, a viagem já começou com uma looooooonga jornada de 36 horas, isso mesmo TRINTA E SEIS.

    Saímos de Blumenau, a noite. E tudo estava muito bem até chegarmos em Registro – SP onde tivemos seis horas de engarrafamento. Ficamos parados durante 6 horas, em um breu total, por muitos momentos achei que ia morrer porque quando eu olhava na janelinha não tinha uma luz acesa, e todos do ônibus estavam dormindo. Quando começou a andar, todos comemoramos e achamos que iriamos agora finalmente tocar direto até Ouro Preto. Mas acabou que pegamos tráfego de novo em SP por chegarmos na hora do rush, e depois mais um engarrafamento perto de Belo Horizonte. Masssssss nada disso nos desanimou! Chegamos em Ouro Preto perto das 3h da manhã, ficamos em um hostel muito bonitinho, tomamos banho e dormimos para as 7h da manhã já acordar para começar o tour pela cidade.

    Essa era a entrada do Hostel! Olha que amor.

    Sala de convivência do Hostel

    IMG_7066

    Amo arte na parede! <3

    IMG_7064

    Essa era a visão do nosso Hostel de noite!

    Ouro Preto é linda, cheia de história, tem cheiro de cultura. É recheada de igrejas, uma mais linda que a outra. A maioria das igrejas tem que pagar um valor simbólico de R$1,00 a R$3,00 para a manutenção, porque muitas delas tem esculturas e são super antigas. E uma dica importante, leve tênis e se prepare para os morros! Lá é morro atrás de morro, e quente, muuuuuito quente!

    Ler Mais