5 Formas de Morar fora do Brasil

Tá cheio de Brasileiro querendo morar um tempo fora do país para abrir a mente, sair da zona de conforto, da rotina chata e tantos outros motivos. Há também quem queira ir morar definitivamente em outro país. Pessoas que não estão mais felizes morando no Brasil, e convivendo com tanta injustiça, dificuldades e tudo aquilo que todos nós brasileiros já sabemos. Fiz um vídeo falando sobre as 5 formas mais faceis de ir morar em outro país, confere aí:

CONFIRA ABAIXO TODAS AS INFOS SOBRE CADA FORMA:

1-   Nacionalidade por parentesco

passaporte-820x510

Essa é com certeza uma das formas mais fáceis de morar pra sempre em outro país (ou pelo tempo que você achar necessária), e ter um passaporte internacional. Através da nacionalidade por parentesco, ou seja, caso seus ancestrais tenham nascido em outro país, você pode requerer a sua cidadania estrangeira e passar a ser cidadão daquele mesmo país, como se tivesse nascido lá! Claro que, o processo para conseguir a cidadania não é nada fácil, requer muuitos documentos importantes, alguns antigos e outros que você nem faz ideia de que existem, mas existem escritórios especializados nessa busca pelos documentos, e alguns são até especializados em determinadas nacionalidades.
O preço cobrado não segue nenhum padrão, podendo pagar até 10 mil reais para uma cidadania, mas mesmo assim a sensação e certeza de que você poderá viver em outro país sem cobranças e como um cidadão, é impagável!

Confira abaixo uma lista de links com mais informações sobre quais sãos os documentos necessários e como funciona todo o processo de cidadania para algumas nacionalidades mais populares:

2- Visto de estudante

Young Woman Smiling Behind Her Notebook

Já comentei sobre alguns intercâmbios de estudo para a Irlanda, Austrália, Inglaterra e Canadá (clique nos países para abrir o post/vídeo sobre cada um). Em alguns destes países você pode estudar em um período e trabalhar no outro, ou seja, consegue se manter, guardar dinheiro e manter uma vida em outro país. Há também outras opções como o programa do governo Ciência sem Fronteiras e cursos de graduação, pós-graduação ou doutorado.

Para estudar e morar fora do país basta entrar em contato com a World Study que faz vários intercâmbios deste tipo, e são super prestativos! Eles darão todas as direções necessárias de acordo com as regras locais, custo de vida, etc. No novo site, você pode fazer orçamentos na hora, enquanto navega e pesquisa no site!

3- Visto de trabalho

como-tirar-passaporte-e-visto2

Essa forma de morar em outro país só irá depender diretamente da demanda por profissionais em uma determinada região, e do seu perfil e currículo. Não é impossível exercer sua profissão em outros países, muitas empresas (principalmente na Holanda, Austrália e no Canadá) buscam profissionais estrangeiros para compor seu quadro de funcionários, mas elas precisam saber que você existe, por isso a melhor forma é se cadastrar em sites internacionais de emprego, e se candidatar nas vagas que tiver interesse. Veja alguns abaixo:

Para quem deseja abandonar a área de atuação e fazer qualquer coisa desde que seja fora do Brasil, uma opção são os intercâmbios de trabalho, Canadá, Austrália e Irlanda são países que permitem aos estudantes trabalhar. Normalmente esses trabalhos são temporários, já que você é um estudante, porém você pode agradar seu chefe o suficiente para que ele te de o visto de trabalho, essa situação é rara, mas acontece.

O visto de trabalho te permite viver no país, porém, não te dá a dupla-cidadania, isso só irá acontecer de 3 a 5 anos, dependendo do local onde você está trabalhando. Vale ressaltar que na maioria das vagas, o inglês é fundamental, então trate de praticar o idioma para conseguir se comunicar com os gringos no trabalho.

4- Au Pair USA

au-pair-usa

O au pair, um intercâmbio de trabalho onde a pessoa de 18 a 26 anos, com ensino médio completo, sem filhos e com CNH válida, trabalha durante até 45 horas por semana e ganha um salário de U$195,75 para cuidar dos filhos da família americana, também chamada de  Host Family. Nos Estados Unidos as regras são essas citadas anteriormente, mas em lugares da Europa o intercâmbio é permitido para pessoas até 31 anos e a jornada de trabalho é de somente 30 horas semanais. Em contra partida, na Europa são pagos somente 350 Euros por mês.

Esse intercâmbio é uma boa opção para  morar por um tempo fora do Brasil. O intercâmbio tem uma duração mínima de 12 meses e máxima de 24 meses, mas é o que todos dizem: O mundo é feito de contatos! Então você pode se tornar muito íntima da sua família americana, eles te contratarem e você poder ficar mais tempo, ou você guardar o seu dinheiro semanal  e estudar em uma universidade dos EUA após o intercâmbio.  Clique aqui, um vídeo onde eu falo melhor sobre isso.  A agência World Study oferece esse tipo de intercâmbio, e nessa playlist aqui, eu falo todos os passos para se tornar uma Au Pair.

5 –  Casamento

casamento

Supomos que você foi fazer uma viagem para outro país, ou conheceu alguém estrangeiro aqui no Brasil mesmo, enfim pode acontecer de várias formas, o importante é que exista amor. Eu acho. haha

Muitas pessoas casam por conveniência, alguns pela amizade, outros por dinheiro, e isso é no mundo inteiro! Mas o fato é que essa forma para morar em outro país não será tão simples assim, você terá de comprovar um vínculo com essa pessoa e após o preenchimento e envio de toda a documentação necessária, você passará por várias entrevistas.
E mesmo que o casamento dê certo, não é em um, dois ou cinco meses após o casamento que você conseguirá a sua cidadania. O casamento te da um visto de permanência e te permite trabalhar por tempo integral, porém, apenas após 3 ou 5 anos (depende do país) você pode solicitar o visto de cidadão, e ai sim usufruir da sua dupla cidadania.

Então né, as formas são muitas! Como eu disse, vai depender de você, do seu esforço e força de vontade!

Lembrando que, estar ao lado de quem a gente ama, nossa família e amigos, também é muito bom =)

Espero que tenha sido útil pra vocês!

Um beijo!

Comments

comments