Cafeína

Me perguntaram essa semana se eu ainda sentia sua falta, ou se ao menos eu ainda pensava em você. Minha resposta sempre foi um não, imediato até. Mas pela primeira vez em muito tempo, eu pensei. Tecnicamente, não foi a primeira vez. Eu vivia lembrando de você em cada canto que eu ia, ou em cada filme que eu assistia. Mas não pensava em você daquele jeito, sabe? Não mais.

Depois de um tempo, minhas noites mal dormidas não eram mais por sua culpa, não era porque havíamos brigado ou estávamos naquela fase de idas e vindas, não tinha nada a ver com você, apenas comigo. Minhas noites mal dormidas passaram a ser pelo excesso de cafeína que eu estava ingerindo, sabe? Precisava trabalhar, escrever, continuar com aquele hábito louco de rodar algumas madrugadas acordada, como sempre fazia.

tumblr_lwobjtZFrq1qi23vmo1_500

Mudei meu corte de cabelo, acredita? Se você me visse hoje, não acreditaria, juro. Fiz uma tatuagem também, algo que eu nunca achei que faria. Meu estilo musical continua o mesmo, meus costumes também, meus amigos ainda me apoiam, em tudo.

Amor – meu Deus, será que nunca vou parar de te chamar assim? -, no fundo, você amaria ver como mudei, pra melhor. Mas apesar dessas idas e vindas, a gente foi e resolveu que cada um ficaria na sua, você em outra, e eu na minha. É melhor assim. Alguns capítulos são mais compridos, outros, mais curtos, mas independente de quanto tempo demore ou de quantas vezes eu permaneça em algum deles, nenhum tempo é jogado fora. No final, tudo o que foi bom é lembrança, tudo o que não foi é aprendizado. E tudo isso é clichê.

Gosto mais desse jeito, sabe? Eu, meu trabalho e um café. Minha vida é um pouco assim também, as vezes esquenta, as vezes esfria, mas nada me tira a vontade de continuar a viver, nada me tira essa paixão pela vida. Nada. Afinal, se nem você me tirou, quem dirá outra pessoa.

Texto: Julia Rodrigues

Comments

comments

1 Comment

  1. Yuri César
    1 abr 2015 / 02:04

    Dahora xD