• Vídeo Novo

  • Muesli (com a pronúncia “musli”) é um cereal matinal bastante popular na Europa e à base de flocos de aveia crus, frutas secas, sementes e grãos.

    Diferente da granola, o Muesli é uma mistura crua que não leva adoçante ou qualquer outro tipo de açúcar na sua composição. Ele não precisa ir ao forno e pode ser comido tanto quente (em forma de mingau) como frio (com leite vegetal e frutas frescas).

    Ingredientes:

    2 xícaras de Aveia em Flocos
    1 xícara de flocos de arroz
    1 xícara da semente de sua preferência (usei de girassol)
    1 xícara de frutas secas da sua preferência (usei passas brancas e pretas)
    Meia xícara dos grãos de sua preferencia (usei uma mistura de avelãs, castanhas de caju e amêndoas)
    2 colheres de chia

    Modo de Preparo

    Misture todos os ingredientes acima e coloque-os dentro de um pote de vidro esterilizado e bem fechado. Coma o seu muesli com leite vegetal, frutas, canela e adoce se quiser.

    O muesli também vai muito bem por cima de sorbet de frutas, frutas frescas ou então, sorvetes.

    Espero que tenha gostado da receita de hoje!

    Um beijo e até a próxima!

    Já começou a Oktoberfest Blumenau 2017 e eu não poderia deixar de homenagear essa festa que eu tanto adoro, né?

    Por esse motivo que hoje eu trago uma receita maravilhosa de Batata Recheada, um dos pratos típicos da Oktoberfest.  Como eu falei no vídeo que postei lá no canal do Youtube, você pode rechear a batata com o que você quiser, strogonoff de cogumelos, de grão de bico, de soja, outros tipos de legumes, ou seguir as minhas dicas e criar essa batata colorida e saborosa. Anota aí a receita:

    Ingredientes:

    2 batatas grandes
    1 lata de Milho
    1 xícara de azeitona
    1 xícara de tomate picado
    1 xícara de pimentão vermelho picado
    1 xícara de palmito em conserva picado
    1 xícara de cheiro verde picado
    1 xícara de cebola branca picada
    1 colher de sopa de amido de milho
    1 colher de sopa de alho triturado
    1 xícara de batata palha

    Modo de Preparo:

    Cozinhe as batatas com casca por mais ou menos 15 minutos. Reserve. Em uma frigideira com um fio de azeite, refogue o alho e a cebola, e vá adicionando o tomate, pimentão, azeitona, cheiro verde, palmito e milho aos poucos. Deixe cozinhar bem e adicione o amido de milho para engrossar o molho. Ah, não esqueça de adicionar o sal, pimenta, e outro tempero que você gostar. Com uma colher, retire toda a parte de dentro da batata (guarde essa parte para fazer um purê mais tarde, ou adicionar a batata que sobrou em alguma outra receita), até ela ficar como na foto acima, parecendo um barquinho. Adicione o recheio dentro da batata e se preferir, coloque queijo para levar ao forno pré aquecido a 180 graus por 20 minutos. Por fim, jogue um pouco de batata palha por cima e a sua batata recheada estará pronta!

    Uma receita super fácil e barata, que pode ser bastante nutritiva dependendo do que você colocar dentro dela, e muito saborosa.

    Espero que você tenha gostado da receita!

    Um beijo.

    Ah, como eu amo torta de maçã! Não tem nada mais gostoso do que uma xícara de chá ou café com uma tortinha de maçã que acabou de sair do forno, não acha?

    E hoje, pra continuar a série “Especial Europa” com receitas de vários países, eu trouxe a torta de maçã holandesa e vegana! Anota aí e depois me conta se gostou (é claro que você vai gostar <3):

    INGREDIENTES:

    Massa:
    Farinha de arroz – 1 xícara (125 g)
    Farinha de aveia – 1/2 xícara (65 g)
    Água – 1/3 xícara (80 ml)
    2 colheres de sopa de azeite de oliva (30 ml)
    1 colher de sopa de Melado de cana ou 2 colheres de sopa de açúcar.

    Recheio:
    3 Maçã (400 g)
    Canela – 1 colher de chá
    Limão – algumas gotas

    Modo de Preparo

    Coloque todos os ingredientes da massa em um recipiente e misture com as mãos até obter uma bola de massa homogênea e que não grude. Abra a massa em formato de círculo com um rolo de macarrão ou algo cilíndrico como uma garrafa. O círculo não precisa ficar perfeito, ele deve ter em torno de meio centímetro de espessura. Coloque a massa em uma forma de fundo removível e deixe um espaço nas bordas.

    Descasque as maçãs e corte ao meio. Retire o caroço e corte em fatias finas. Coloque em um recipiente e pingue algumas gotas de sumo do limão. Misture bem. Disponha as fatias de maçã em círculos sobre a massa, deixando cerca de 3 cm de borda. Preaqueça o forno a 180 ºC. Polvilhe um pouco de canela com açucar em cima das maçãs  e dobre levemente a borda da massa sobre as maçãs. Leve ao forno pré aquecido por cerca de 45 minutos, ou até a borda ficar dourada e crocante. Retire do forno e sirva com um chá de hortelã ou um café passado.

    Eai, curtiu a receita? EU ADORO!

     

    De todos os países que eu estava louca pra visitar durante esse mês, aquele que brilhava os olhos era a Bélgica. Não sei se é porque minha bisavó nasceu lá, ou se porque é a terra da cerveja, mas eu adoro!

    Hoje trouxe uma versão fit, vegana e super fácil dos famosos waffles que são vendidos em todos os cantos da Bélgica.

    Espero que você curta, confira:

    Ingredientes:

    1 1/4 xícara de leite vegetal (usei de amendoim)
    1 colher de chá de vinagre de maçã
    1/4 xícara de azeite de oliva ou óleo de coco
    1/4 cup melado
    1/2 cup aveia em flocos
    1 3/4 cups farinha de arroz
    1 1/2 chá de fermento
    1 colher de chá de extrato de baunilha
    1/2 colher de chá de canela

    Modo de Preparo:

    Misture o leite vegetal com o vinagre e mexa. Deixe descansar por cinco minutos para ativar uma reação entre esses dois ingredientes. Adicione a mistura o azeite de oliva e melado (ou açúcar). Em outra bacia maior adicione os ingredientes secos e mexa até ficar tudo bem misturado, adicione os ingredientes líquidos e misture até todos se encorporarem. Deixe descansar por 10 minutos. Pré aqueça a maquina de waffles (temperatura a 4 ou 5 para ficar crocante), ou a sanduicheira. Coloque um pouco de azeite na máquina para não grudar e meia xícara de massa para 1 waffle.

    Para o sorvete: congele bananas picadas, bata no liquidificador com extrato de baunilha ou outras frutas que você gostar, e sirva o sorvete com o waffle. Você pode fazer nozes caramelizadas para colocar em cima.

    Delicioso demais, né não?

    Espero que tenham gostado!

    Um beijo!!

    O que? Fish and chips vegano? Siim, você leu certo o título.

    Já que estou me aventurando pela Europa e trazendo toda semana uma receita diferente e inspirada nos países que estou visitando, pensei: “Londres é muito peixe frito e batata, não tem nada mais Londrino que isso. E agora?

    Procurando no Youtube encontrei uma receita do canal Viewganas, adaptei pra deixar mais Fit e bora pra receita! Fica muuuiitooo gostoso:

    Ingredientes:

    3 batatas inglesas grandes
    250g de Cogumelo fresco (o shitake branco irá manter a cor de peixe, mas usei o Paris porque estava mais em conta e deu certo do mesmo jeito)!
    1 dente de Alho
    1 limão
    Açafrão em pó
    Tempero lemon pepper (encontra fácil em lojas de produtos naturais)
    300gr de Farinha de Rosca
    Azeite

    Modo de Preparo:

    Você pode começar preparando as batatas rústicas de forno, já que elas levam uns 50 minutos até ficarem prontas. Lave bem as batatas e corte-as em tiras finas, mantenha a casca. Tempere ainda crua com sal, açafrão em pó e regue azeite por cima, mexa bem até todas estiverem amarelinhas e com azeite. Despeje as batatas em uma assadeira e leve ao forno pré-aquecido a 180°graus por 50 minutos. É importante que você coloque elas separadas uma das outras, e mexa no meio do tempo para que elas dourem por completo.

    Para o “peixe” você precisará misturar o cogumelo, suco de um limão, o alho e o lemon pepper em um processador até obter uma pastinha. A massa é beeeem sensível então tem que ter muita paciência ao moldar ela e colocar na farinha de rosca para empanar. Depois de empanar seu “peixe” leve-o para uma frigideira com um fio de azeite quente e doure os dois lados!

    Olha, não é nem um pouco difícil, mas da um trabalhinho esse lance de moldar, empanar, fritar.. se você tem mais habilidades na cozinha do que eu, vai achar mole mole! Espero que tenham curtido a receita dessa semana.

    O “Especial Europa” continua! Qual receita e país aparecerá por aqui na próxima semana, hein?

    Um beijo!