• Vídeo Novo

  • Já contei aqui para vocês que fui para Ponta Grossa. No primeiro dia fomos para o Buraco do Padre e para a Fenda da Freira em um dia lindo de sol! Após esse dia intenso terminamos assistindo um lindo por do sol no nosso acampamento.

    Tudo estava lindo até que a noite chegou, e com ela um frio desgramaaaaaaado! Eu já havia acampado, porém nunca havia acampado em um lugar frio. E como naquela semana tinha feito muito calor durante a semana em Blumenau, eu esqueci que Ponta Grossa era uma região mais fria.

    Então passei frio durante a noite. Muito frio. Eu lembro que acordei as 3h da manhã tremendo e perguntando pro meu namorado que horas eram, e quando ele me disse a hora fiquei decepcionada pois ainda faltava 4 horas pra gente acordar! hahahah

    Analisando o frio que eu passei na madrugada!

    Perrengues acontecem nas melhores famílias!

    Então após virar um pinguim, finalmente acordamos. Tomamos café, e fomos conhecer mais um lugar da lista: a Cachoeira da Mariquinha! O início da trilha era no camping que dormimos. A trilha durou em torno de 20 minutos, era bem marcada e de fácil acesso.

    Após desbravar a natureza, chegamos ao ponto final. Com 30 metros de altura, lá estava ela. Linda e única. Fiquei triste pois estava muito frio, mas a minha vontade era de entrar na água. Ponta Grossa me surpreendeu mais uma vez!

    Até a próxima!

    Sabemos que o verão já está batendo na nossa porta e isso significa que quem gosta de curtir uma praia, já está se planejando para curtir muito! Eu sou uma dessas pessoas que mora no litoral, mas não frequenta tanto. Porém quando eu arranjo uma desculpa para ir, eu vou bem preparada para aproveitar o dia todo. Alguns itens essenciais como protetor solar e muita água, já sabemos que não pode faltar de jeito nenhum, mas eu resolvi trazer alguns objetos super legais para melhorar e deixar mais divertida a sua experiência praieira. Vem conferir:

    1- Guarda Sol – Magazine Luiza
    2- Boia Flamingo – Americanas
    3- Canga de praia Jardim – Bali Blue
    4- Poltrona Inflável – Walmart
    5- Bolsa Térmica – Submarino

    Podemos começar falando sobre as utilidades master como o guarda sol (número 1) e a bolsa térmica (número 5) caso você opte por levar águas, bebibas ou até mesmo lanches para a praia, assim faz com que tudo fique bem conservado e você também, até porque se proteger do sol é bem importante. Indo um pouco mais para a área diversão do passeio, as boias para a água são sempre muito bem vindas (número 2) e até mesmo para tirar várias fotos legais, assim como a poltrona inflável (número 4) que serve para a água e até mesmo para a areia, sentar no chão nem sempre é legal, né? Por fim, a canga de praia (número 3) que serve para a galera sentar, vestir e até se secar na hora de ir embora.

    E aí, o que acharam dos itens? Me conta aqui se esqueci de algum que você sempre leva.

    Após conhecer um dos lugares mais lindos da minha vida, o Buraco do Padre, decidimos ir fazer a trilha da Fenda da Freira. Inicialmente eu tinha ficado um pouco apreensiva se eu aguentaria a trilha pois tenho um problema na coluna, que não posso forçar muito, mas após uma amiga voltar dessa trilha e me assegurar que seria tranquilo, colocamos a mochila com água nas costas e partimos.

    A trilha para a Fenda é mais complicada do que a do Buraco do Padre, ela é um pouco ingrime, e no dia estava muito quente, então foi um sufoquinho subir. Mas engatamos a primeira e fomos, sem parar. Sou da premissa que se parar, vai empacar! hahaha

    Trilha para a Fenda da Freira

    Até a Fenda dura uns 30 minutos, e com lugares lindos pelo caminho. Em um momento você consegue ver uma imensidão de natureza a sua volta, em outra você vê uma pedra gigantesca no caminho e quase chegando, você ainda da uma de Tarzan e desce por cipós. Ok, mentira. Você desce devido a raízes presas no chão, mas é bem seguro, parece até que foi feito para auxiliar a descida.

    E quando você finalmente chega, você fica sem palavras. Você fica entre dois paredões gigantescos se sentindo pequeninho! Dentro da Fenda é bem frio, mesmo com um dia muito quente, lá embaixo estava gelado. E um silêncio único. Você caminha em meio aqueles paredões, com o chão de areia, e fica deslumbrado com a natureza.

    Fenda da Freira

    Após esse dia, fomos em busca de um acampamento para pernoitar. Escolhemos um próximo ao lugar que visitaríamos no dia seguinte! Então armamos o acampamento, assistimos um por do sol maravilhoso, acendemos nosso fogo e jantamos. Depois do jantar fomos dormir, afinal, estávamos todos muito cansados.

    Na semana que vem contarei como foi o segundo dia em Ponta Grossa, mas por hoje é isso!

    Quem nunca ficou na ansiedade de comprar a agenda mais legal da papelaria para o próximo ano? Bom, eu sempre fui dessas que gostava de escolher pela capa e decorar ela antes mesmo do ano começar. Com os anos se passando, a agenda se torna uma utilidade diferente para nós, seja para se planejar, organizar provas e trabalhos da faculdade ou até mesmo tarefas no trabalho. Ainda bem que existem muitas papelarias incríveis inovando sempre nas capas e o melhor, é possível comprar todas pela internet. Demais, né? Quem diria haha. Hoje eu trouxe um top 5 agendas de 2018 para você já ir se planejando desde já, vem conferir!

    1- Agenda Jardim Secreto – Papel Craft
    2- Agenda Gato da Sorte – CatClub
    3- Agenda Muito Amor – UATT
    4- Agenda Capricho – Papelaria Queiroz
    5- Agenda Floral – Saraiva

    Há uma variedade enorme de estampas, formas, tamanhos e cores no mercado, se encaixando em todos os gostos. Eu resolvi trazer algumas bem diferentes e lindas para vocês se inspirarem e já irem pensando na sua. Pra quem gosta de gatinhos, a número 2 é super fofa, assim como as florais e inspiradas em jardins como a número 1 e número 5. Vale lembrar que essas lojas que citei acima têm varias outras opções de estampas e modelos, pra quem se interessar em pesquisar por diferentes, pode entrar nos sites e se deliciar em agendas!

    E aí, o que acharam do top 5 de hoje?

    Foi a primeira vez que eu acampei fora do estado. Também foi a primeira vez que eu acampei no frio, mas isso eu conto mais pra frente. A única cidade que eu conhecia do Paraná era Curitiba, passei três dias lá esse ano (vem ver o que eu fiz por lá clicando aqui) e era só isso. Mas aí, uma grande amiga chamada Bell me convidou para desbravar Ponta Grossa, e eu pensei “por que não?“. O combinado era sair as 3:00, sim, madrugamos e fomos muito pontuais. Exatamente 3:00 estávamos a caminho da famigerada, da desconhecida, da incrível: Ponta Grossa.

    Bell e Adri, companheiras dessa aventura

    De Blumenau até lá são longas seis horas, mas que passadas em boa companhia se transformam em ~quase~ minutos e as 9:00 já estávamos chegando na cidade, a estrada até lá é muito bonita.

    Fomos direto para o buraco do padre, ele faz parte do Parque Nacional dos Campos Gerais (que descobri que é gigante!). Para entrar no Parque o ingresso é R$16 e esse ingresso te da direito de passar o dia inteiro lá, ele tem uma infraestrutura muito boa.

    Nós fomos com um grupo que faz trilhas, o Anunnaki Trilhando, e eles contrataram um guia para mostrar tudo o que o parque tinha para oferecer, todas as trilhas etc, o grupo não é uma empresa. Eles são amantes da natureza e curtem desfruta-la com consciência e atentos a sua preservação.

    Grupo Anunnaki Trilhando

    Apesar de irmos com esses grandes aventureiros, eu e o Bruno optamos por não fazer as trilhas porque eu tenho um problema nas costas e tenho medo de fazer grandes esforços, então eles seguiram “viagem” e nós ficamos na entrada do parque. Na entrada do parque você encontra um super gramado, banquinhos e banheiros. Também existe uma lanchonete e quiosques para churrascos.

    Como a nossa última refeição tinha sido de madrugada, estendemos a toalha e fizemos um picnic. Levamos de casa sanduíches prontos, chá, frutas e amendoim. Após recarregar as energias fomos em busca do Buraco do Padre (o legítimo!), o buraco foi batizado assim por causa dos padres jesuítas que utilizavam o local para meditar. Lá existe uma cascata de 30 metros de altura, que desce em um buraco.

    Para chegar lá, você pega 1km de trilha, bem tranquila, bem guiada. Essa trilha passou por uma reforma recentemente e hoje o acesso também é feito para cadeirantes.

    Trilha para o Buraco do Padre

    Mini cachoeira no meio da trilha

    Após 20 minutos de trilha, a surpresa.

    Eu havia visto fotos antes de ir, mas a sensação de estar lá é indescritível. Acredito que morar na cidade faz a gente esquecer de como a natureza é perfeita, de como ela é imensa e de como ela é única. Conforme eu fui entrando na caverna, meu coração foi acelerando e a emoção tomou conta. Eu tenho 1.85 mas naquele momento me senti pequeninha. Era eu, o barulho da água caindo e os pássaros em um lindo canto. Fechei os olhos, e agradeci. Sério. As fotos não conseguem mostrar 20% do que é aquilo.

    Depois de contemplar a natureza, fomos conhecer a Fenda da Freira. Mas isso conto semana que vem! Alguém já foi para lá?