Doce Infância!

Quem nunca teve pesadelos com o boneco do Fofão, fez bola com chiclete de banana Babaloo ou colecionou latinhas de Coca-Cola pra trocar por um iô-iô? Quem nunca brincou de cubo-mágico, mola-maluca e colecionou álbum de figurinhas? Ou melhor, quem nunca cruzou os dedos pra ganhar na raspadinha?

Que atire a primeira bala, quem nunca engoliu uma inteira! E pior, se fosse a bala Soft, tinha “chance” de você morrer na hora. Era o que diziam…

c2

Mas bom mesmo era a bolacha recheada da Fominhas, ou aquele chiclete Bolin Bola ou o Pericoptero, que era famoso porque vinha com uma hélice de plástico que fazia o pirulito voar. Enquanto isso, o guarda-chuva de chocolate, Jesus! Até hoje eu me pergunto como ele fez tanto sucesso! Rsrsrs

c3

São tantas lembranças da infância, tanta coisa boa. Tantos momentos vividos, que hoje são só saudade!

Como por exemplo, aquela camisa de uniforme, que a turma inteira assinou no último dia de aula. Acreditem, eu tenho a minha até hoje. Ou aquele caderno de perguntas, que carregava confissões ultra secretas de quem o menino fofo da escola gostava. Sem contar, no alfabeto que a gente criava, onde cada letra tinha um código, que era para ninguém conseguir ler os nossos segredos escritos na agenda. (Alguém por acaso sabe me dizer o que significa isso > <3*<3 ?) hahaha

c6

Mas quem nunca, né minha gente?

Quem nunca encapou os livros com papel contact, gravou musicas do rádio em fita K7, deu um chiclete que pinta a língua para alguém, jogou ovo e farinha em quem fez aniversário ou batizou o tênis novinho do seu amigo do colégio? Quem nunca se emocionou assistindo Ursinhos Carinhosos, sabia de cor e salteado a programação do Cartoon Network, assistiu a todos os episódios do nosso querido Chaves, ou sonhou em se aventurar no reino encantado da Narizinho?

c17

Quem nunca quis ser Paquita do Show da XUXA? Rss

C4

“O que que há velhinho?” foi umas das frases mais marcantes dos baixinhos, enquanto “É com você Lombardi” anunciava a chegada do domingo a noite.

C11

Aposto que você sabia a letra e a coreografia da dança do passarinho, enquanto colecionava gibis da Turma da Mônica e sonhava em ser como as garotas da Capa da Capricho.

c54

Lembra do Vai e Vem, aquele brinquedo inútil que você ficava jogando uma bola presa em duas cordas, de um lado para o outro? E da Fofolete, aquela bonequinha da sorte que cabia facilmente numa caixinha de fósforos? Mas ok, legal mesmo era brincar de elástico ou jogar Super Trunfo.

Amarelinha também era um dos meus favoritos, mas confesso que não via a hora de chegar no céu para poder pisar com os dois pés no chão. Era um alívio!

c12

E do Atari, alguém lembra?

c13

Entre um jogo e outro, também tinha o STOP, mas sempre que caia a letra D, era só alguém colocar dragão ou dinossauro pra briga começar. Enquanto isso, tinha os mais espertinhos que se aproveitavam de uma brincadeira para dar logo o primeiro beijo na salada mista. Mas se o assunto fosse a brincadeira do copo, todo mundo voltava a ser criança e ia correndo pra casa, com medo de brincar!

c14

Na minha época, tinha uma coisa bem parecida com o iPhone, mas ele era chamado de Traço Mágico. Era possível desenhar pela tela e se o desenho ficasse feio era só apertar um botão e começar tudo de novo.

c15Mas sinceramente? Foram tantas as coisas que marcaram minha infância… Não sei se foi a minha cara de surpresa ao ouvir uma música no walkman pela primeira vez ou então a minha cara de feliz com a minha primeira bicicleta Caloi.

Ah, sem contar nos vestidos trapézio, na saia de prega ou nas melissas com meia colorida, que minha mãe insistia em colocar em mim. Rsrrss

Mlelissa

Saudades, é tudo o que eu tenho a dizer. Eu sinto, você sente e tenho certeza que as crianças que hoje comemoram este dia, também irão sentir.

c5

Mas e você, idolatrou os menudos ou zombava da cara deles? Não se reprima, pode admitir! HAHAHA

Beijosss

Anah Molinari

Comments

comments