Está na Hora de Voltar

Faltam 24 dias para eu voltar para o Brasil.

E assim como todas as pessoas que fazem intercâmbio, quando chega essa hora, a gente fica com medo. A gente fica confuso. Não sabemos muito bem o que esperar dessa nova fase. Eu vejo a vida como se ela fosse um livro. Nós nascemos com ele em branco, e vamos preenchendo e escrevendo da maneira como quisermos. Esse livro é separado por capítulos, e a cada nova fase, ou grande mudança, é um capítulo que termina e outro que se inicia. E virar essa página é assustador. Não se sabe o que está por vir. Apenas a folha em branco te encarando de volta.

Vai dar tudo certo? Vou ser feliz? O que eu vou fazer? Quando eu vou viajar de novo?” Eu me pergunto, mas eu não penso muito em uma resposta porque eu já voltei de um intercâmbio uma vez e por isso eu sei, não adianta pensar muito, o melhor é deixar rolar. Seja lá o que acontecer, vai ser como deveria ser. A gente escreve o nosso livro da melhor maneira possível, mas somos ansiosos e achamos que tem como espiar o final.  A melhor coisa que podemos fazer é aproveitar o presente.

Esse capítulo está quase no fim, mas não está no final ainda. Vou escrever as últimas linhas com a melhor letra que eu conseguir fazer, e vou colar algumas figurinhas para enfeitar. Eu estou com medo, sim. Mas eu sei que vai ficar tudo bem. Intercâmbio começa e intercâmbio termina. Levo comigo todas as coisas boas, todas as viagens, momentos, risadas, fotos, pores de sol… Levo as coisas ruins também, né? Afinal de contas elas sempre me ensinaram alguma coisa. Levo as noites em que voltei de bicicleta para casa na chuva, com o vento contra mim e carregando uma amiga no banquinho de trás. Trens perdidos ou trens errados. E o mais importante, a experiência única e maravilhosa de morar em um país da Europa. Mais um sonho realizado com sucesso. Que venha o próximo.

Esse foi um textinho que fiz para as pessoas que assim como eu estão voltando para a casa depois de morar fora. ❤️

Um beijo e tchau!

Comments

comments