Indicação de livro: Perdão, Leonard Peacock

” Primeiro eles o ignoram, depois riem de você, em seguida lutam com você, e então você ganha. ” 

Um livro no mesmo estilo de As Vantagens de Ser Invisível, do escritor Matthew Quick, que também escreveu O Lado Bom da Vida.

O livro é narrado no dia em que Leonard Peacock vai matar seu ex-melhor amigo e depois, se matar. Ele vai utilizar uma P-38, uma arma nazista de seu avô, mas antes de partir para o seu destino, ele ainda deseja presentear algumas pessoas. Leonard deseja se despedir das quatro pessoas mais importantes de sua vida: Walt, o vizinho obcecado por filmes de Humphrey Bogart; Baback, que estuda na mesma escola que ele e é um virtuose do violino; Lauren, a garota cristã de quem ele gosta, e Herr Silverman, o professor que está agora ensinando à turma sobre o Holocausto. E a cada vez que você vira a página, os segredos do personagem são revelados e pouco a pouco você vai se aprofundando na história conflituosa de Leonard e o motivo dele resolver fazer o que deseja.  Leonard faz comentários irônicos e sarcásticos no rodapé da página que normalmente fala mais profundamente sobre um ponto citado na história direta.  Você se envolve pelo mistério, para quem será tal presente, qual a história por trás dessa pessoa, qual é o presente, como ele vai se despedir, tudo isso você se pergunta e o livro vai te trazendo aos poucos as respostas. E você cada vez mais sente pena de Leonard e acaba entendendo o porque de ele querer se suicidar. Você cria um laço com o personagem e começa a odiar a quem ele odeia e a gostar de quem ele gosta.

É uma leituta fácil, com apenas 224 páginas. Eu li em dois dias. Eu esperava algo melhor do final. Mas, é um livro que conta a realidade de uma pessoa. Então nem tudo são flores e finais felizes.

91Hjr-dsV5L._AA1500_

”Minha teoria é a de que perdemos a capacidade de ser feliz à medida que envelhecemos.”

Até a próxima!

Comments

comments