Os musicais mais fofinhos de todos os tempos!

Eu nunca fui muito fã de musicais. Fora os filmes da Disney, eu costumava me irritar com muita cantoria. Acho que o filme que mudou minha mente foi Mamma Mia. Pelo fato das músicas serem da banda Abba, que eu cresci ouvindo, e eu sabia cantar, e acabei achando legal. E depois disso, as cantorias não me irritaram mais. Agora vejo como arte. Gosto das músicas e depois ainda jogo no yourube para ficar ouvindo.

Mamma Mia!

1999, na ilha grega de Kalokairi. Sophie (Amanda Seyfried) está prestes a se casar e, sem saber quem é seu pai, envia convites para Sam Carmichael (Pierce Brosnan), Harry Bright (Colin Firth) e Bill Anderson (Stellan Skarsgard). Eles vêm de diferentes partes do mundo, dispostos a reencontrar a mulher de suas vidas: Donna (Meryl Streep), mãe de Sophie. Ao chegarem Donna é surpreendida, tendo que inventar desculpas para não revelar quem é o pai de Sophie.
Apenas com músicas do Abba, que se encaixam perfeitamente no contexdo do filme. Eu adorei, achei bem gostosinho de assistir, ainda mais para quem é fã do Abba, claro.

O Som do Coração

August Rush (Freddie Highmore) é resultado do encontro casual entre um guitarrista e uma violoncelista. Crescido em orfanato e dotado de um dom musical impressionante, ele se apresenta nas ruas de Nova York ao lado do divertido Wizard (Robin Williams). Contando apenas com seu talento musical, August decide usá-lo para tentar reencontrar seus pais.
Deu vontade de assistir. Deu saudade do Robin Willians. Eu gosto muito desse filme, acho até que chorei no final.


Sweeney Todd – O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet

~ preferido ~ Benjamin Barker (Johnny Depp) passou 15 anos afastado de Londres, após ser obrigado a deixar sua esposa e sua filha. Ele retorna à cidade ávido por vingança, agora usando a alcunha de Sweeney Todd. Logo ele decide ir à sua antiga barbearia, agora transformada em uma loja de fachada para vender as tortas feitas pela sra. Lovett (Helena Bonham Carter). Com o apoio dela Todd volta a trabalhar como barbeiro, numa sala acima da loja. Porém o grande objetivo de Todd é se vingar do juiz Turpin (Alan Rickman), que o enviou para a Austrália sob falsas acusações para que pudesse roubar sua mulher Lucy (Laura Michelle Kelly) e sua filha.
De Tim Burton, e com a dupla mais perfeita do cinema (Depp e Bonham Carter), não tem como não amar esse filme.

Mesmo se Nada der Certo

Uma cantora (Keira Knightley) se muda para Nova Iorque, mas logo após chegar no local, seu namorado americano decide terminar o relacionamento. Em plena crise, ela começa a cantar em bares, até ser descoberta por um produtor de discos (Mark Ruffalo), certo de que ela pode se tornar uma estrela.
Eu assiste esse filme esses dias. Assim que o filme terminou eu senti uma vontade gigante de aprender algum instrumento e começar a compor músicas. Sem nunca na vida nem ter pensado sobre isso. Então esse filme desperta algo na gente. Eu confesso que depois de 2 dias passou, mas a promessa de um dia comprar um violão e tentar escrever algumas músicas ficou.

Todas essas músicas, são as minhas preferidas dos filmes que postei. Existem várias outras em cada filme que vale a pena ver/ouvir. Mas uma vez alguém acertou com a mistura de filmes e músicas.
Tem alguns musicais que eu ainda não vi, mas já ouvi falar muito bem, como ”Os Miseráveis”, ”The Rocky Horror Picture Show” e ”Chicago”. Tem aqueles que ainda estão para ser lançados, como ”Caminhos da Floresta”. E aqueles que são antigos e muito bons também, como ”8 mile, Rua das Ilusões”, ”Across the Universe”, ”O garoto de Liverpool”, ”Crossroads – Amigas Para Sempre” e vários outros.

Se você não gosta de musicais, talvez só seja como eu no passado, e precise de um filme que te faça enxergar. Procure um filme músical de alguma banda que você goste, e talvez abra o seu gosto por esse tipo de filme. Se você gosta e ainda não viu algum desses filmes que eu postei, corre lá.

Um beijo musical e até semana que vem.

Comments

comments