• Vídeo Novo

  • Oiieee!! Tudo bom?? Meu nome é Luana, sou nutricionista e estou aqui pela segunda vez para falar com vocês sobre assuntos relacionados a alimentação e nutrição. Para quem quiser ver meu primeiro post está aqui.
    Bom, tô aqui novamente para falar de um assunto bem bacana e que acredito que pouca gente saiba a respeito: RÓTULOS NUTRICIONAIS. Você aí, sabe ler o rótulo nutricional dos produtos alimentícios? Sabe quais são as principais informações a serem observadas? Como fazer para entender as diversas letras miúdas dos rótulos? É pra isso que estou aqui hoje!!

    11992501_846522452110335_787609524_n

    Para começar, a “capa” do rótulo deve deixar claro do que se trata o produto. Deve informar o que contém na embalagem e principalmente informações relevantes como a presença de glúten e lactose e se há adição de compostos como ômega 3, por exemplo. Porém, não vale (e muitas empresas fazem isto!!) informar coisas que podem levar o consumidor a confusão, como dizer que o milho verde enlatado não contém colesterol… Para muitos isto é óbvio, pois o milho naturalmente não contém colesterol, porém, esta informação pode confundir alguns consumidores, fazendo-os optar pela determinada marca em detrimento desta informação. Então é preciso ficar esperto para não cair nestas “armadilhas”!

    Um detalhe muito legal para se observar durante a escolha do produto é a lista de ingredientes, que é obrigatória em qualquer produto alimentício. Os ingredientes devem ser escritos em ordem decrescente, sendo o primeiro aquele em maior quantidade no produto, e o último aquele em menor quantidade.

    rotulo

    Observem que este cereal matinal contém como primeiro ingrediente a farinha de milho, ou seja, é o ingrediente presente em maior quantidade neste produto, em seguida é o açúcar!!
    Uma coisa legal é que geralmente quanto mais ingredientes conhecermos, melhor tende a ser o produto. Nestes acima, quantos você nem sabe o que são?? Procure optar por aqueles com menos nomes “estranhos”, pois a maioria trata-se de conservantes e realçadores de sabor, e quanto menos, melhor! Observe agora o rótulo abaixo. Trata-se de um suco que leva apenas laranja como ingrediente e seu processo de pasteurização é que garante seu maior tempo de prateleira (que claro é bem mais curto que outros sucos cheios de conservantes).

    11995492_846522445443669_1871212548_n

    Essa informação é ainda mais legal quando observamos os produtos integrais. Muitos destes possuem como primeiro ingrediente justamente a farinha branca e não a farinha integral. Então quer dizer, é muito mais refinado do que integral, certo?
    Bem, em relação a tabela nutricional, é importante observar sempreee o valor da porção que está indicada.

    11994488_846522442110336_237293378_n

    Nesta tabela acima a porção que corresponde aos seus valores é de 30 g ou seja, 5 biscoitos. Quer dizer que o valor energético e as quantidades de carboidratos, proteínas, gorduras e assim por diante, correspondem a apenas 5 biscoitos, e não ao pacote todo viu??? De forma geral, é importante observar os produtos que não contenham gordura trans e que as gorduras saturadas e o sódio sejam reduzidos. Já as fibras em maiores quantidades normalmente indicam bons produtos. Na verdade, esta tabela é uma continuação da lista de ingredientes, pois, se eu tiver como ingrediente castanhas, nozes e amendoim, meu produto será mais calórico e terá mais gordura, mas estas serão calorias e gorduras do bem. Agora, se eu tiver por exemplo, um produto light/desnatado, você verá valores reduzidos de gordura e calorias, porém, provavelmente o sódio estará elevado, assim como o número de aditivos. Ou você acha que o produto continua gostosin como??? Rsrsrs
    Masss, esta questão de light/diet já é assunto para um próximo post!
    Espero que tenha esclarecido algumas dúvidas e também deixado um gostinho de quero mais!!

    Beijoss e até a próxima!!
    Luana

    Novidade linda no blog pra vocês <3 A partir de hoje a cada 15 dias a minha amiga e nutricionista Luana irá trazer assuntos bem legais em relação a alimentação. Busquei ela que é profissional na área para falar sobre assuntos que a gente nem sempre fica sabendo por aí, e também para tirar dúvidas de vocês.

    Ela tem uma fanpage que vocês podem curtir e ficar por dentro de várias dicas legais!

    www.facebook.com/nutriluanaeffting

    Bread group

    Deixem o glúten em paz!!

    Bom, primeiramente, me chamo Luana Effting, tenho 22 anos e sou nutricionista. Formei-me há um mês e escrever aqui com certeza será também um aprendizado para mim. A Michelle me convidou e eu super topei! Apesar de ainda não ter muita experiência, espero que possa ajudá-los e com o tempo ir evoluindo e trazendo cada vez melhores informações a vocês. Minha intenção aqui será esclarecer dúvidas, trazer receitas e deixar a nutrição muito mais fácil, tirando essa ideia de que se alimentar saudável é difícil.

    11940170_838277482934832_2025088391_n

    Então, o glúten! Ó, vida! Da onde vens? Pra que te quero? rsrsrs

    O glúten, para quem não sabe, é uma proteína encontrada naturalmente nos grãos de trigo, cevada e centeio, e que normalmente serve para dar viscosidade e elasticidade às preparações. Muitos acham que a aveia também possui glúten, porém, não senhora!! O que ocorre é que o processamento deste cereal passa pelo mesmo maquinário dos grãos de trigo, ocorrendo uma cerca “contaminação”. Hoje, no entanto, já existem empresas que realizam esse processo em locais separados. Estas informam em seus rótulos que seus produtos à base de aveia “não contêm glúten”.

    Mas então, glúten engorda? O glúten não engorda, porém, os produtos que contém glúten são muitas vezes ricos em gordura e açúcar (estes sim engordam!). A alimentação atual (com produtos industrializados e de padaria) tem grande quantidade de farinha de trigo (rica em glúten). O consumo frequente e excessivo dessa farinha (isolada ou nas preparações) pode ocasionar intolerância ao glúten em algumas pessoas. Se houver redução no consumo, haverá melhora na regulação do intestino e na saúde em geral, causando sensação de leveza e desinchaço.
    Isto não quer dizer que todos precisam retirar o glúten da sua alimentação, mas sim ter o bom senso e perceber, quanto será que eu consumo de glúten no meu dia a dia? Como pão de trigo no café da manhã (TEM GLÚTEN!)? Lancho um biscoito, uma torrada (TEM GLÚTEN!)? Almoço e janto sanduíche, macarrão ou talvez uma torta (TEM GLÚTEN!)? Então pare e pense, será que não há formas de variar um pouco esta alimentação? Oferecer outros alimentos além do trigo (principalmente!)? Quer uma receita top sem glúten? Asse ou grelhe uma carne bovina, de frango, suína ou um peixinho…. Faça batata, arroz, aipim, cará ou inhame cozidos ou assados…. Coma comida de verdade sabe!!! Ovo, feijão, frutas, vegetais e sementes!

    De qualquer forma, deixo aqui uma receitinha fácil que pode ser feita para o café da manhã ou jantar, principalmente para aqueles que não dispensam um pãozinho diariamente…. Esta panqueca é uma boa para variar e sair um pouco dessa zona de trigo e mais trigo.

    Panqueca integral sem glúten

    11940164_838276642934916_1536132946_n

    Ingredientes:

    1 ovo
    1 colher (sopa) de aveia em flocos (OU amaranto OU quinoa)
    2 colheres (sopa) de farinha de arrSCoz integral (OU polvilho doce).

    Modo de preparo:

    Bater todos os ingredientes. Colocar a massa em uma frigideira antiaderente e deixar cozinhar dos dois lados. Rechear com frutas (banana, morango) OU carnes magras (frango, carne moída, atum, sardinha).

    OBS: Importante verificar se a aveia utilizada na receita possui no rótulo a designação GLUTEN FREE.
    Espero que gostem!!

    Até a próxima!
    Abraços, Luana.