Durante o feriadão do Dia do Trabalhador eu e a Bruna pegamos nossas mochilas, enchemos o tanque do carro e fomos para Curitiba. A capital do Paraná fica à mais ou menos 4 horas de Blumenau e nós amamos visitá-la todos os anos. Dessa vez fomos com o propósito de visitar vários lugares veganos, ou que tenham opções veganas, e compartilhar com vocês o que achamos do lugar, da comida e do preço de cada um. Alguns comentários sobre esses lugares já foram publicados no Instagram do #cabideFIT e nos vlogs que rolaram lá no canal.

GREENGO VEGETARIAN

Nossa primeira parada foi no Greengo Vegetarian, que fica ao lado da Praça da Espanha e serve uma comida deliciosamente saborosa e saudável. Além do cardápio gigantesco com opções de saladas, sanduíches, burritos e entradinhas, rola um happy hour de vez em quando com bebidas em dobro! De entrada pedimos bolinho de arroz com tofu e açafrão e para almoçar o queridinho foi o Buda Bowl, que é sucesso pelo mundo todo, mas nunca comi um tão delicioso. No Buda Bowl você tem a opção de escolher uma proteína, um carboidrato, um mix de salada, um tipo de legume e um molho. O legal é que você pode ir lá inúmeras vezes e sempre fazer uma combinação diferente. Super indicado!

Endereço: Alameda Dr. Carlos de Carvalho, 1282 – Centro, Curitiba – PR
Horário: Abre de Terça a Sábado das 11:30 às 14:30 e 18:00 às 23:00. Domingo das 11:30 às 15:00. FECHADO NA SEGUNDA!

DOCES E CORES

Já imaginou uma padaria, confeitaria, docearia, toda vegana, sem glúten e nenhum tipo de contaminação? É a Doces e Cores. Um lugarzinho na esquina mais charmosa de Curitiba, com opções incríveis para os veganos, celíacos ou intolerantes a lactose. Tem muuitos tipos de café com leites vegetais diversos, bolos e tortas diferentes todos os dias, salgados, pizzas e porções para dividir com a galera! O preço é super justo, as fatias de tortas e bolos são bem grandes e o meu preferido foi o Latte gelado e vegano com leite de amêndoa, meu Deus que delícia!

Endereço: R. Albino Silva, 501 – Bom Retiro, Curitiba – PR
Horário: Abre de Terça a Sábado das 11:30 às 19:00 e Domingo das 13:00 às 18:00. FECHADO NA SEGUNDA!

LOOPFOOD SANDWICHES

O Loopfood Sandwiches é perfeito para quem quer um lanche rápido, gostoso, mas muuuito saudável. Enquanto eu escrevo esse post (Maio/2018) o restaurante possui apenas um ponto, mas a ideia é abrir mais três até o final do ano! Como eles mesmo disseram, todos os dias eles começam do zero, ou seja, todos os dias são feitos novos sucos, sanduíches, reposto todas as saladas e até o pão delicioso de fermentação natural. Pedimos o sanduíche Sr. Avocado e os sucos Carmem Miranda (um mix de frutas com cenoura) e um outro de Melancia <3 Não é um lugar 100% vegano, mas tem alguns sandubas e saladas veggie e pedindo pra tirar o queijo eles ficam vegan. Além disso tem várias opções de café e algumas de sobremesa. Indicado pra quem está pelo centro e quer algo gostoso e saudável =)

Endereço: R. Comendador Araújo, 143 – Centro, Curitiba – PR
Horário: Abre de Segunda a Sexta das 07:30 às 19:00 e Sábado das 11:00 às 18:00. FECHADO NO DOMINGO!

VEG VEG

Por último, mas não menos importante, temos o Vegveg! Um lugar incrível dentro de uma casinha antiga e com um quintal que é uma verdadeira praia no meio da cidade. A vibe desse lugar é tão incrível quanto o cardápio que é repleto de gostosuras como : burguers, milkshakes, wraps, sandubas e coxinhas com os mais diferentes recheios (veganos é claro). É um point 100% vegan e super alto astral. Pedimos um Hot Dog com gorgonzolla vegan, um Hanbúrguer de Lentilha com fritas e cheddar vegan e pra finalizar: o melhor milkshake vegano de todos os tempos! De verdade, saí suuuper satisfeita de lá e o preço é super justo. Todos os molhos, queijos, hamburguers e salsichas eles preparam alí mesmo no restaurante, nada de coisas industrializadas. Vai lá e depois me conta o que achou =)

Endereço: Rua Visconde de Nácar, 655 – Mercês, Curitiba – PR
Horário: Abre de Segunda a Sexta das 11:00 às 20:00 e Sábado das 10:00 às 17:00. FECHADO NO DOMINGO!

Espero que você tenha gostado do post.

Não esquece de visitar esses lugares quando visitar Curitiba, e de me contar o que achou =)

Após conhecer um dos lugares mais lindos da minha vida, o Buraco do Padre, decidimos ir fazer a trilha da Fenda da Freira. Inicialmente eu tinha ficado um pouco apreensiva se eu aguentaria a trilha pois tenho um problema na coluna, que não posso forçar muito, mas após uma amiga voltar dessa trilha e me assegurar que seria tranquilo, colocamos a mochila com água nas costas e partimos.

A trilha para a Fenda é mais complicada do que a do Buraco do Padre, ela é um pouco ingrime, e no dia estava muito quente, então foi um sufoquinho subir. Mas engatamos a primeira e fomos, sem parar. Sou da premissa que se parar, vai empacar! hahaha

Trilha para a Fenda da Freira

Até a Fenda dura uns 30 minutos, e com lugares lindos pelo caminho. Em um momento você consegue ver uma imensidão de natureza a sua volta, em outra você vê uma pedra gigantesca no caminho e quase chegando, você ainda da uma de Tarzan e desce por cipós. Ok, mentira. Você desce devido a raízes presas no chão, mas é bem seguro, parece até que foi feito para auxiliar a descida.

E quando você finalmente chega, você fica sem palavras. Você fica entre dois paredões gigantescos se sentindo pequeninho! Dentro da Fenda é bem frio, mesmo com um dia muito quente, lá embaixo estava gelado. E um silêncio único. Você caminha em meio aqueles paredões, com o chão de areia, e fica deslumbrado com a natureza.

Fenda da Freira

Após esse dia, fomos em busca de um acampamento para pernoitar. Escolhemos um próximo ao lugar que visitaríamos no dia seguinte! Então armamos o acampamento, assistimos um por do sol maravilhoso, acendemos nosso fogo e jantamos. Depois do jantar fomos dormir, afinal, estávamos todos muito cansados.

Na semana que vem contarei como foi o segundo dia em Ponta Grossa, mas por hoje é isso!

Uma das cidades que eu mais gosto do Brasil (das que eu conheci, claro) é Curitiba! Eu amo o planejamento urbano deles, as construções super tecnológicas misturadas com construções mais antigas. Amo a cultura que a gente encontra pelas ruas e principalmente, amo os pontos turísticos!

Eu já fui para Curitiba algumas vezes, então você não vai encontrar nesse meu roteiro lugares como Jardim Botânico, Parque Tanguá, Museu do Olho, etc. Mas vamos lá que vou contar para vocês como foi essa última mini trip que eu fiz com o meu namorado, lembrando que fomos de ônibus até lá e só utilizei uber e o famoso pezão (sim, andei que nem uma louca)!

SEXTA

Saímos de Blumenau as 6h45, o ônibus era direto então as 10h20 nós já estávamos na rodoviária de Curitiba. A viagem é super tranquila, eu dormi praticamente a viagem toda (vantagens de ir cedo). Chegamos morrendo de fome, então enquanto o nosso airbnb não estava pronto para chek-in, fomos em uma padaria que ficava bem na frente. É sempre bom quando você reservar o seu hotel, ou Airbnb, verificar os lugares que tem pela redondeza (cafés, padarias, restaurantes). Pedi um pão com ovo, e o Bruno pediu um pão com bife. Ah, tomamos uma cerveja!

Após o nosso café da manhã, fomos fazer o chek-in (em outro post vou contar para vocês como foi a minha experiência com o Airbnb)! Nós alugamos um studio, um nome bonito para kitnet. E ele era uma graça. Pagamos R$250 pelo final de semana, já com as taxas. Um dos pontos que eu prezei para escolher qual acomodação reservar, foi a localização. Eu gosto muito de conhecer as cidades a pé, então a localização é uma das prioridades. Após deixarmos nossa mochila no studio, iniciamos o passeio.

Nossa primeira parada foi na rua 24  horas. Que coisa mais  gracinha! A Rua 24 Horas possui uma arquitetura linda, um teto muito fofo e tem opções de lazer, lojas e gastronomia. Como a noite nós iriamos em um rodízio, nesse dia a gente não comeu nada depois do nosso café da manhã (sabe como é né? tem que aproveitar! hahaha). Então curtimos a arquitetura, e sentamos para tomar um chopp! Porque a gente sei de Blumenau, mas o espírito cervejeiro continua.

Após o chope, fomos conhecer uma parte do bairro São Francisco.  No caminho, passamos pela praça Osório e vimos que lá estava acontecendo uma feirinha, como a maior parte dela é gastronômica, e não estávamos comendo pra poupar para noite, anotamos para ir para lá no sábado. Chegando ao bairro São Francisco, e ele me lembrou muito Ouro Preto (se quiser saber sobre a minha viagem para Ouro Preto, clica aqui)! As ruas são uma gracinha, as lajotinhas do chão, e a forma como eram construídos os prédios, parecia que eu estava em terra mineira. Batemos fotos do local, e após um tempo, descobrimos que ali é onde a famosa Feira do Largo da Ordem acontece!

Depois dali, fomos conhecer a Praça Japão. Eu adoro a cultura japonesa, principalmente a forma como as casas são construídas. Quando chegamos na praça, me surpreendi. Eu achei que ela era bem pequena, e que só havia a casa estilo japonesa, mas tem vários lagos, e estátuas da cultura oriental. Depois de conhecer a praça, fomos para o nosso studio para descansar e se arrumar para o rodízio.

Esse restaurante que fomos é especial, o nome dele é Churrascaria Batel Grill. Já havíamos ido em outra ocasião, e dessa vez voltamos! É um restaurante um pouco mais caro, mas para ocasiões especiais vale a pena. O restaurante é rodízio de carnes, rodízio de massas, sushi e um buffet de saladas incrível! O meu favorito foi o risoto de funghi deles, é demais, eu devo ter pego todas as vezes que passaram na nossa mesa! Depois dessa jantar maravilhoso, o que nos restava era dormir para o próximo dia!

SÁBADO

No sábado não tínhamos feito um roteiro específico. Apenas desbravar as coisas sem rumo, para nos surpreender. O Airbnb que alugamos tinha um condomínio muito legal, então na parte da manhã ficamos conhecendo os diversos espaços, a sala de yoga, mirante, academia, área da piscina, e tudo mais. Após isso, fomos para a feirinha da Praça Osório, não consegui descobrir o nome dessa feira e apelidei ela de Feira das Nações hahaha porque nessa feira existem várias barraquinhas, cada uma de um país ou estado brasileiro. Tem diversas opções de comida e um preço super camarada.

Nós escolhemos almoçar na barraquinha da Polônia, eu pedi um pirogue recheado de batata e ricota com molho de champignon e molho branco e também uma porção de batata frita, o total foi R$15 e gente, eu quase não aguentei comer tudo. Era maravilhoso! De sobremesa eu comprei uma cocada de leite condensado na barraca da Bahia, porque um docinho depois do almoço faz bem demais!

Depois de almoçar, fomos no Mercado Municipal de Curitiba dar uma voltinha. Ele é um mercadão como os outros e muito bem organizado! Tem diversas lojas, tanto de produtos naturais até frutas e cachaças. Comprei damasco para comer de tarde porque eu amo! <3

Após isso fomos para o nosso studio aguardar o pôr do sol. Eu AMO pôr do sol! E no nosso prédio tinha um mirante no 31º andar! Ficamos lá admirando o sol indo embora. E confesso que foi um dos mais bonitos que vi até hoje.

Depois de aplaudir o por do sol, fomos para um boteco chamado Barbaran Bar. Que ganhou 5 estrelinhas minhas! O bar é um boteco legítimo, cadeiras, decoração, estilo. Ele fica em um beco! Nós pedimos 1 porção de batata frita com queijo, 1 sanduíche vegetariano para mim, 1 pão com bolinho pro Bruno, uma porção de bolinho de  parmesão (DELICIA) e várias cervejinhas. Todas as comidas foram ótimas, e o ambiente é muito legal. E o preço muito justo! Para vocês terem noção, a porção de batata frita era R$12,50!


DOMINGO

Já estamos no último dia, tivemos que fazer o check-out as 10h, então tivemos que sair de mala e cuia por Curitiba. Fomos para a feirinha do Largo da Ordem! Lá tem diversas barracas de artesanato, comida, barracas de antiguidades, barraca de mochilas, tapetes, esculturas, tem de tudo! E é gigante, é feira que não acaba mais. Tem até atividades para a comunidade, como meditação ao ar livre!

Após passear pela feira, fomos novamente na feira da Praça Osório (sério, nós amamos demais). Só que dessa vez comemos em barraca diferente, almoçamos na barraca da Bahia! Eu pedi bobó de camarão, e de sobremesa uma tapioca de coco com leite condensado. Maravilhoso! Depois de encher a barriguinha, andamos pela cidade para matar um tempinho até a hora do nosso ônibus de volta.

Curitiba é um cidade ótima. Com diversos lugares para se conhecer, pontos turísticos diferentes e super interessantes. Já tenho uma lista dos próximos lugares que irei quando voltar lá!

Espero que tenham gostado do post! Qualquer dúvida de como ir para esses lugares, é só perguntar aqui.

Até a próxima quinta.