• Vídeo Novo

  • Eu nunca tive vontade de ir para lá. Nunca pesquisei, nem li, nem vi. Estava muito mais preocupada olhando sobre outros lugares, que eu nunca me lembrei de Praga. Talvez por isso eu me surpreendi tanto.

    Tínhamos pouco dinheiro então escolhemos Praga já que é um lugar perto da Holanda e relativamente barato. A moeda deles não é o euro, então nós tivemos essa vantagem, porém não foi tão barato assim.

    Saímos da Holanda na terça-feira (11/07) às 21:30, numa viagem de ônibus que durou 13 horas. Foi muito cansativo porque eu não consigo dormir em nenhum meio de transporte, mas eu sabia que a viagem ia fazer valer a pena. E fez! Chegamos em Praga e fomos direto para o estúdio que alugamos, era muito bonito e o melhor, tínhamos privacidade. Como as coisas são mais baratas na República Tcheca, nós fizemos vários rolês de táxi. Existe um app de táxi chamado AAA que você pede pelo celular, mas paga em dinheiro. Dividido cada uma pagava mais ou menos 2€ cada vez que andávamos de táxi, o que daria na mesma que andar de transporte público. Então resolvemos ser patroas e só andar de táxi uma vez na vida! Haha.

    A cidade de Praga é dividida por Distritos, desde Praga-1 até Praga-8. Nosso estúdio era em Praga-8, o mais afastado, então foi por isso que usamos mais o táxi. Mas se você pegar um hotel em outros distritos, é mais fácil fazer as coisas andando. Antes de ir claro que pesquisamos e vimos que Praga é uma das cidades mais bonitas da Europa. E é mesmo! Achei tudo muito parecido com a Ucrânia também, mas Praga ainda é mais bonita.

    Em cada canto, cada rua, um lugar bonito para se fotografar. Vários bares, cafés e restaurantes e todos com cerveja barata. Pagamos em média de 1.70 czk um copo de 500 ml de cerveja, o que aqui na Holanda não seria menos de 4 euros. Ou seja, amantes de cerveja vão amar Praga! Cervejas famosas como a Budweiser nasceram lá!

    Fizemos todas as atrações turísticas e as consideradas um pouco loucas. Que obviamente, são as que eu mais gosto. Fiz todo roteiro basicamente com lugares “off the map”. Alguns deles não conseguimos ir porque realmente eram longe e precisávamos ter alugado carro para poder visitar. Mas mesmo assim, nos divertimos muito! Visitamos um laboratório de um alquimista de verdade, um bar selecionado, que tu só entra se gostarem da sua cara, e tava tocando ópera lá dentro! Eu amei demais.

    Por outro lado, percebi que as pessoas lá são um pouco estúpidas, a impressão foi que elas não tem paciência para turistas. E também não falavam muito inglês. No mesmo bar selecionado que eu comentei ali em cima, tomamos uma cerveja com o Jonas de Sense8. Quem já viu sense8 sabe, e eu juro, era IGUAL. E no final ele disse que o nome dele é Jordan e que ele veio da Jordânia, e isso soou muito falso, então eu prefiro acreditar que era mesmo o Jonas tentando mascarar o fato. Eu nunca vou saber.

    As pessoas em Praga são muito estilosas, eu me inspirei muito andando pelas ruas de lá, e várias pessoas são super góticas! Vimos vários!

    Foi uma viagem incrível, amei todas as partes menos as partes dentro do ônibus, e com certeza gostaria de poder voltar e passar mais tempo por lá. Se alguém tiver alguma dúvida ou quiser mais dicas sobre o lugar, me mandem e-mail que eu ficarei feliz em ajudar. Meu e-mail: contatojenjeans@gmail.com

    Um beijo, e tchau!

    Eu fiz um vídeo no canal falando sobre como é incrível viajar sozinha e te dando 5 ~bons~motivos para sair da sua zona de conforto, comprar a passagem e se aventurar pelo mundo, sozinha!

    Se você não viu o vídeo ainda, clique aqui.

    Por mais que nossa sociedade ainda seja extremamente machista e muitos países sejam, de fato, inseguros para mulheres, você não só pode, como deve viajar sozinha. Para isso, vale a pena tomar alguns cuidados extras em relação à segurança, mas nem tudo é desespero.

    Segundo recentes pesquisas, o número de mulheres que viajam sozinhas ao redor do mundo cresce a cada ano, inclusive, entre as brasileiras. Isso porque, cada vez mais, as mulheres enxergam o ato de viajar sozinhas como sinônimo de empoderamento e independência, o que realmente é! Nós podemos tudo que nós queremos.

    Abaixo eu trouxe uma lista com os países mais seguros para você mulher, viajar sozinha! Sem estresse, sem medo, mas sim muitos sorrisos e histórias. Essa dica de países funciona para todo mundo, mas principalmente pra quem está indo viajar sozinha pela primeira vez.

    Nova Zelândia – O terceiro país do mundo no Índice Global da Paz tem ainda os mais baixos números de relatos de agressão física às mulheres. Em relação às mulheres viajantes a média chega a praticamente zero. Portanto, você pode ir sem medo e bem preparada para se aventurar! Na Nova Zelândia, o que mais atrai turistas ao redor do mundo são os esportes radicais e suas paisagens naturais incríveis. Se você gosta de surf e uma boa praia, não há lugar melhor!

    Canadá – Dentre todos os países da América, o Canadá é considerado o mais seguro para mulheres. A população já é conhecida por ser extremamente cordial – ou friendly, como eles dizem – e as cidades são muito seguras e bem estruturadas. Seja para conhecer cidades cosmopolitas, como Toronto ou Vancouver, ou então visitar as paisagens naturais das Montanhas Rochosas, as chances de encontrar um destino acolhedor para a sua viagem são grandes. Um país para todos os tipos e estilos.

    Austrália – A terra dos cangurus é parecida com o Brasil em muitos aspectos. O clima é quente como o nosso e as pessoas também são muito receptivas, alegres, solícitas e sempre dispostas a ajudar. Por isso mesmo, será difícil você passar algum aperto sozinha. Além disso, o país é muito seguro e suas taxas de crime são quase nulas. Não é à toa que Melbourne já foi eleita diversas vezes como uma das melhores cidades para se viver. As praias são atrações irrecusáveis e a vida noturna é agitada, isso sem contar seus lindos parques, galerias de arte e ruas charmosas. Nunca faltará programa para conhecer gente nova e curtir muito.

    Irlanda – Agora, se você prefere uma viagem com menos praias e calor, a Irlanda é o seu país ideal. Isso sem contar que por lá é super comum ver mulheres viajando sozinhas. Assim como os australianos, os irlandeses também são receptivos e amigáveis. Você pode ficar tranquila para curtir o friozinho e as paisagens da Ilha Esmeralda com muita segurança e diversão.

    Curtiu? Então já pode ir preparando as malas para a sua próxima viagem!

    Um beijo!

    Olá Faraós, tudo bem com vocês?

    Hoje eu vim contar um pouco sobre a minha viagem para o Egito. Uma viagem que foi também a realização de um sonho meu. Uma viagem que foi feita com o dinheiro contado. Uma viagem inesquecível.

    Eu sempre gostei desse país. Não tem um por quê exatamente, eu apenas gosto dele. Ajuda o fato de eu sempre achar interessante as aulas de história quando a gente aprendia sobre o Egito Antigo. Sempre achei muito misterioso, cheio de maldições e mumificações, e vocês sabem que eu adoro uma coisa estranha, né? Quando eu vim ser Au Pair aqui na Holanda a única coisa que era 100% certa na minha cabeça era que eu iria fazer essa viagem. Nós pagamos na passagem 300 Euros. Um voo cansativo com uma conexão de 3 horas. Demoramos 7 horas para chegar ao Egito, mas tudo bem! Foram 5 dias, mas 2 deles passamos em aeroporto, então nem conta. No fim das contas, foram 3 dias cheios, muita pirâmide, deserto e novas impressões.

    Eu fui para lá com uma visão sobre eles e voltei com outra. A começar que não tem um deserto em Cairo, o Cairo é o deserto! Da vista do avião já da para perceber, é como se eles tivessem jogado a cidade em cima do deserto mesmo. Muita areia, mesmo nas rodovias. E do nada, uma imensidão de areia, e aí começam prédios e lojas. Eu imaginava algo diferente, em vários aspectos na verdade, e foi muito bom me surpreender. Você vai para o Egito pensando em pirâmides, faraós, tumbas, múmias, sarcófagos e escaravelhos. Mas você entra dentro de uma cultura TOTALMENTE diferente.

    Uma coisa é vir para a Europa e vivenciar uma cultura diferente porém muito parecida. Agora andar pelas ruas em um país onde praticamente todas as pessoas são muçulmanas, é outra realidade. Foi desconfortável o jeito que os homens nos olhavam. Eles ficam fascinados quando veem um cabelo solto, já que as mulheres usam sempre burcas. Eu vi mil mulheres usando e fiquei surpresa em todas. Embora eu não concorde em NADA com a religião deles, eu respeito. Eles vivem assim, e para eles está tudo bem.

    O Egito é um país muito pobre, onde pessoas vivem em situações que eu tive vontade de chorar. Mas da mesma forma eles são muito gentis e simpáticos. Sorriso na cara e “vamo que vamo“. Fazem piadas e são muito solícitos a nos ajudar. Nos ajudaram a atravessar a rua mais de uma vez – vocês já viram o trânsito naquele país?- também nos deram água e chá em lojas. Eu nunca vi isso antes!

    Trânsito no Cairo

    O Egito é meio que uma terra sem lei. Todo mundo faz o que não pode. Você vê de tudo, principalmente no trânsito. Um carro levando mais de 10 colchões empilhados, quase tombando, 5 pessoas em uma moto, todas sem capacete. Mulheres dirigindo com um bebê no colo, e por aí vai. No vídeo acima da para ter uma noção do trânsito lá. Várias vezes eu levei susto achando que ia bater, mas essa é a parte interessante: não bate! De algum jeito esse esquema louco deles funciona.

    O nosso hotel era de frente para as pirâmides e foi a primeira coisa que nós vimos. Eu chorei porque eu lembrei de todas as vezes que eu quis estar ali e dessa vez eu realmente estava. Foi maravilhoso! Não passamos por grandes perrengues, só alguns pequenos que nem são tão relevantes. Ninguém ficou doente! A minha preocupação
    sobre a água lá era muito grande. A gente não podia beber água nem usar para escovar os dentes. Nem pedir gelo na bebida e nem pedir salada porque essa salada era lavada com água. Então tivemos que comprar garrafinhas de água e deixar estocada no hotel.

    E na hora do banho? Essa parte vocês terão que esperar para ver o vídeo que eu vou fazer, contando TUDO em detalhes. Estava bem quente lá, deu para usar manga curta e meus braços até queimaram. AMEI. Me impressionei com a comida deles. Das poucas que eu comi, eram todas gostosas. As sobremesas também. Eu sempre vou recomendar o Egito para as pessoas.

    Me julgaram porque eu queria ir para lá, falaram que era um país feio, pobre, que não é seguro e várias coisas mais. Pois se você só gosta de lugar tradicional e de ficar em hotelzão, daí realmente a viagem não é para você. Mas para quem é vida louca: só vai!

    Postei um vídeo no meu canal com algumas imagens lindas que eu fiz lá. Assiste abaixo e não esquece de se inscrever.

    Eu vivo compartilhando dicas super legais sobre viagens lá no canal do Youtube, e sempre trago as informações e links mais importantes que eu comentei por lá, aqui pro blog. Dessa forma fica muito mais fácil, você pode salvar esse post aí nos seus favoritos e consultar sempre que quiser! <3

    Quem aí já viu o post e vídeo sobre Como Organiza uma Viagem Internacional?” Se você não viu, eu indico dar uma olhadinha e depois voltar nesse post aqui, combinado? Clica aqui pra ver o post.

    Hoje eu vou compartilhar com vocês todos os sites, dicas e segredos que eu uso para fazer os roteiros das minhas viagens! Vocês já viram, né!? O Blog tá cheio de roteiros, e eu realmente amo montar! Então vamos às dicas:

    Dicas-para-montar-um-roteiro-de-viagem-perfeitp

    1. Destino

      Como tudo na vida precisa ter um começo, um start, o roteiro também precisa. E parece bobo citar “destino” como o primeiro passo para fazer o roteiro, mas não é viu? Você precisa saber pra onde vai, pra daí sim começar a organizar as ideias e lugares que quer conhecer. Quem tem uma viagem marcada para somente um destino, como por exemplo NYC por 10 dias, já sabe a data de ida e volta. Agora imagina alguém que vai fazer um mochilão pela Europa, ou uma viagem conhecendo vários estados dos EUA? A coisa fica mais complicada, por isso você precisa decidir certinho quais serão os destinos e pular pro próximo passo!

    2. Pesquisa

      Pesquise, pesquise, pesquise muito! Eu adoro assistir vlogs no Youtube, séries na Netflix, filmes que tenham sido gravados no meu destino, e etc. A série de viagem que eu tô mais curtindo assistir ultimamente é Brasileiros Pelo Mundo, da uma olhada porque é muito legal !
      E os canais do Youtube que eu mais curto assistir são:

      Lu Ferreira
      Dani Noce
      Vitor Liberato

      Além disso, amo pesquisar no TripAdvisoro que fazer em tal lugar?” e ele lista certinho os lugares mais populares, que receberam mais elogios, e etc.

      DICA: Para te ajudar a organizar todas as ideias e lugares, crie uma lista e coloque nela todos os lugares que você viu nos filmes, séries, vlogs e posts, e aí na hora de montar o roteiro você já tem uma listagem do que gostaria de visitar! 

    3. How Long?

      Isso aí, “quanto tempo” você vai ficar em cada lugar? No começo, quando você escolhe os destinos você ainda não tem muita ideia de tudo que irá visitar em cada cidade/país porque as vezes nem pesquisou direito sobre cada coisa, né? Depois de ter criado a listinha (como eu citei no item 2 desse post), você pode ver quantos dias irá ficar em cada lugar conforme a quantidade de coisas, lugares e atrações que quer ver e ir. Fácil, fácil!

    4. Hospedagem

      Essa é uma parte bem importante do roteiro. As pessoas costumam se basear muito no que vão fazer na cidade, conforme o lugar em que elas estão hospedadas. Como eu disse no vídeo lá do canal, não adianta optar por um hotel super barato se ele fica a quase 1 hora do centro e dos pontos turísticos. Você só irá gastar tempo, e dinheiro de transporte. Mais vale você escolher um hostel/hotel um pouquinho mais caro, mas que seja perto de tudo que você quer ver, principalmente se o seu tempo naquela cidade/país for curto. Eu sempre uso o site Booking.com para pesquisar Hotéis e Hostels. Você pesquisa o lugar, quantos hóspedes, e por quanto tempo você ficará por lá. E magicamente, ele lista os hotéis mais baratos ou os de melhor localização, tudo depende do que você quer. Tem todo tipo de filtro! Além disso, ele mostra no mapa a localização do Hotel, e você já consegue ter uma ideia se fica longe dos pontos que você quer visitar, ou não :)

      booking-pesquisar-hoteis

    5. Rotas – Deslocamentos Curtos, pfvr!

      É hora de montar o roteiro em sí, ver todas aqueles lugares que você quer visitar, tomar forma e ganhar um dia e horário para a visita. Essa é com certeza minha parte favorita! <3 Eu uso os sites GoogleMaps e MyMaps para criar os roteiros.

      No GoogleMaps eu coloco o primeiro ponto como sendo o eu hotel/hostel e aí vou encontrando qual é o lugar daquela lista que eu fiz, que fica mais próximo do hotel, e depois o segundo mais próximo, e aí o terceiro mais próximo que também é próximo do segundo ponto, e assim vai! É importante ficar atento ao horário de funcionamento de cada lugar, tá? Muitas vezes os museus não abrem na Segunda-Feira, então não tente colocar os museus no roteiro da segunda, e etc.

      No MyMaps você pode dividir seu roteiro por dias e saber certinho o que irá fazer em cada um dos dias da viagem. Além disso, da pra categorizar os pontos de interesse, por exemplo: Os vermelhos são museus, os azuis são atrações, os verdes são restaurantes, etc.

      my-maps-roteiro-amsterdam-dani-noce

      Este roteiro acima é um exemplo que eu peguei da Dani Noce. Veja aqui. 

      O outro app que eu adoro, e esse é pra celular, é o GoogleTrips! Que app sensacional <3 Você cria uma trip dentro dele, coloca o lugar de destino, quanto tempo ficará por lá, e ele cria roteiros prontos pra você, ou então, te mostra os lugares mais favoritados pela galera, os melhores restaurantes da região e muitas outras coisas legais! Fica a dica viu, baixa aí! CLIQUE AQUI PARA BAIXAR. 

      google-trips
      E quando você não sabe como ir de um lugar pra outro? Eu achava que ir de Londres pra Bruxelas seria apenas de avião, já que precisa atravessar uma parte do oceano, mas que nada! O site Rome2Rio me mostrou que tem muitas outras possibilidades, como carro, trem, ônibus… irado né? É só colocar na home do site o lugar onde você está e pra onde você quer ir, ele te mostra detalhadamente o preço, forma e horário de cada meio de transporte!

    6. Tabelinha no Excel

      Mas e aí, vai colocar os gastos e marcar cada parte do roteiro aonde? Na tabela que eu criei pra vocês! <3
      Sério, eu uso essa tabela a ela me ajuda muuuito na hora de separar cada parte da viagem. Quanto gastei com visto, passagem, acomodação, hotéis em outras cidades, transportes (desde avião até uma passagem de ônibus) e até o que eu levei, esqueci e deveria ter anotado pra levar na mala de viagem. Eu não vou falar muito da tabela, porque ela se explica sozinha, mas o link para baixá-la é este aqui.

    tabelas

    Como vocês podem ver na foto, eu marquei com um retângulo preto, as outras abas da tabela! Então tem muuita coisa pra preencher e ser feliz, tá? Depois me conta se ela te ajudou!

    Basicamente na primeira aba você coloca todos os gastos da viagem, na segunda organiza os roteiros conforme destinos, separa hoteis e voos em cada cidade/país, na terceira é um roteiro específico por dia, ou seja: o que você vai fazer em cada horário do seu dia, com observações e espaço para colocar quanto gastou naquele dia, etc.. e na última aba é onde fica a lista da mala de viagem. Coloquei algumas coisas que eu acho que todo mundo deveria levar, e também, o que não é permitido levar na mala de mão. Sou uma mãezona, né!? hahaha

    Acho que mereço um share desse post e um like no vídeo abaixo <3 Um beijo, amo vocês!

    Sabe, eu gosto da minha companhia.

    Eu sou daquele tipo de pessoa (que é um tipo ótimo, por sinal haha) que gosta de ir pro cinema sozinha, teatro, curtir uma caminhada sozinha, e por que não, viajar sozinha? Eu adoro!

    Várias meninas me mandam mensagens perguntando sobre a minha coragem de pegar um avião, trem, ônibus, e me arriscar sozinha em um novo lugar. Por esse motivo, que eu resolvi trazer um pouco do que eu acho que é viajar sozinha e por quê você deveria tentar, pelo menos uma vez:

    A primeira grande razão para viajar sozinha é o fato de você SE CONHECER! <3

    Você se permite a dar uma chance a você mesma, a se arriscar e a se conhecer, SIM. Pensa que você vai passar todas aquelas horas de voo, dias de viagem, perrengues, tudo sozinha. Quem estará lá por você? Você mesma! E isso é incrível, porque a cada dia, hora, minutinho que você passa em um lugar desconhecido, você não só conhece o lugar, mas também passa a se conhecer melhor. Você pergunta a si mesmo sobre seus gostos pessoais, coisas que no dia a dia a gente nem para pra pensar direito. Vivemos no automático e você deve estar aí comendo algo no café da manhã só porque é saudável, mas na verdade detesta o gosto, e nem sabia. É durante a viagem que você vai conhecer padarias novas e pensar que aquele seu café da manhã é mesmo muito chatinho comparado àquele novo sabor, e aí você vai dar risada, de você mesma.  Com o tempo, você aprender a se bastar e curtir a sua própria companhia, acredite!

    A segunda razão é você poder fazer o que quiser, na hora que você quiser!

    Dê adeus à roteiros pensados por outras pessoas, ou em compartilhar a cama, você tem a viagem inteira pra você! Quer acordar tarde? Ninguém vai te julgar. Quer ir a tal museu ? Vai, sem pressa e aproveita todos os cantinhos por lá.. Além disso, prepara o Facebook porque ele vai voltar cheio de amigos novos. Quando estamos sozinhas, e passeando por aí, qualquer 2 minutos de conversa com alguém no trem, vira amizade sincera. Tem que ver então, as amizades nos Pubs e Bares, é Best Friends Forever. Isso é com certeza uma das coisas mais legais de viajar sozinha!

    A terceira razão que é alcançada a partir da segunda é: FAZER MUITOS AMIGOS!

    Você estará sozinha, irá aos lugares públicos sozinha, talvez se hospedará em um Hostel, e são nesses lugares que as amizades afloram! O que eu acho lindo <3 As pessoas, em sua grande maioria, são do bem. A gente que tem o costume de desconfiar de tudo. Mas durante a viagem, você vai se sentir mais aberta a conhecer novas pessoas, a compartilhar experiências e a ouvir o próximo. Muitas vezes aquela pessoa está na mesma situação que você, viajando sozinha, e isso será suficiente para uma conversa que irá durar muitas horas.

    A quarta razão é Superar suas inseguranças e medos. 

    O que pode resumir isso tudo dito acima, é que viajando sozinha você prova a você mesma que você é capaz de fazer tudo aquilo que você um dia achou que não seria. É pegar o trem errado e achar o caminho de volta, é rir de coisas bobas que só você acha engraçado, é perceber que o mundo é muito grande e sua coragem é tão grande quanto ele.

    Seja feliz, faça as coisas por você mesma!

    Não espere o outro tomar a iniciativa para você ir atrás dos planos dele, planeje e trace seus próprios planos e corra atrás dos seus sonhos. Não desista!

    Um beijo, amo vocês!